O Fundo Social de Solidariedade de São Sebastião promoveu a palestra sobre Alergia Alimentar, destina as mães com filhos alérgicos à proteína do leite de vaca (APLV). O bate papo foi na Igreja Metodista Wesleyana, na região Central de São Sebastião, na última semana.

Cerca de 30 mães participaram da palestra, elas assistiram o depoimento de Michelli Veneziani Augusto, primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade do município e mãe de criança APLV; Danielle Lauzem, engenheira química e mãe de criança APLV; Eliane Mello, enfermeira especialista na área; Lia Gama, psicóloga que trabalha com introdução da criança alérgica na sociedade e Priscila Lorente, empresária da Doces de Davi e que trouxe receitas que não levam leite de vaca nos ingredientes.

Michelli, mãe da Isabela, 3 anos, contou que recebeu o diagnóstico da filha quando a mesma tinha oito meses. “Após passar por muitos médicos, descobri o que a minha filha realmente tinha. Luto diariamente pelo bem-estar dela. É um desafio de vida, que graças a Deus estamos superando a cada dia”, afirmou.

Para Sabrina Domingues, mãe da pequena Sophia Damasceno, 2 anos, a palestra foi muito útil e produtiva. “O bate papo foi muito válido. Acho que poderia ter mais vezes, principalmente, nas creches, que é onde precisam de informações sempre”, disse.

As mães que não puderam comparecer na palestra e que tem dúvidas, ou quem compareceu e quiser trocar ideias sobre o tema, podem solicitar participação no grupo Mães APLV São Sebastião, no Facebook.