Um dos momentos mais aguardados dentro da programação da Semana Municipal do Idoso foi o tradicional baile que teve uma grande novidade na edição deste ano. Isto porque, pela primeira vez, a palavra chave foi descentralizar e com isso promover bailes simultâneos nas três regiões da cidade. A iniciativa foi prontamente aprovada pelos idosos acostumados a frequentar bailes da terceira idade.

No Centro de Apoio Educacional (CAE) do Pontal da Cruz, o endereço da região central, o aposentado José Henrique Neto, de 67 anos, admitiu estar animado para curtir a noite e dançar bastante. “Achei muito boa a ideia, sem dúvida nenhuma, são atividades como estas que movimentam e o prefeito Felipe Augusto está de parabéns porque a terceira idade nunca esteve tão bem assistida como agora”, disse.

Para Marlene Santos Henrique, 59 anos, toda a programação da Semana do Idoso foi digna de receber muitos elogios. Para ela, as atividades estavam todas muito bem produzidas e a ideia de descentralizar os bailes também foi recebida com muito entusiasmo. “Hoje os idosos são valorizados e estou achando tudo muito legal está realmente valendo a pena participar desta programação”, comentou.

Do outro lado da cidade, na escola municipal Cynthia Cliquet Luciano nem mesmo a chuva desanimou os amantes de uma boa música. O palco montado na quadra da escola abrigou a banda que ao som das músicas que estão nas paradas de sucesso animaram os casais não desanimaram com a chuva e aproveitaram para dançar. “A banda é boa, a música está uma delícia e eu gostei muito da iniciativa de ter um baile destes perto da minha casa”, contou Aparecida Santos Gomes, de 61 anos.

Assim como ela, o marido Eufazino Gomes, 63 anos, disse que gostou bastante do que viu. “Nunca tinha visto um evento como este aqui, a Prefeitura está de parabéns”, comentou ele.

De acordo com a coordenadora da Semana Municipal do Idoso, Márcia Ione, o objetivo de promover três bailes foi justamente para dar a oportunidade para todas as comunidades participarem. “Este é um momento importante de confraternização entre os idosos que se reúnem para um momento lúdico e divertido e por isso que decidimos inovar e promover os bailes no centro, costa norte e costa sul. Tudo isso para garantir a diversão dos nossos idosos já que temos um Município extenso demais e com características peculiares em cada região”, finalizou Márcia.