Com o apoio da Prefeitura de São Sebastião, através da Fundação Educacional e Cultural Deodato Sant’anna (FUNDASS) e da Secretaria de Turismo (SETUR), a Adhara Atelier e o Coletivo Asminass realizaram a primeira Ecofeira Caiçara.

A feira para comércio de produtos naturais, orgânicos e artesanais foi realizada na Praça do Coreto, no Centro da cidade. O objetivo foi proporcionar uma alimentação saudável com produtos naturais, vegetais frescos sem uso de agrotóxicos, comidas e cervejas artesanais e artesanatos. Um brechó ao ar livre pretendeu estimular o consumo sustentável. O incentivo à arte e cultura foi realizado através da apresentação da banda local Araçá (Reggae e Dub) e do Trio Luar (Forró), além da intervenção poética de uma artista do circo.

Segundo as organizadoras, Priscila Freitas e Quely Muniz Melo, a utilização do espaço público em prol da comunidade, incentiva o turismo, a cultura, o comércio local, os pequenos produtores e artesãos, estimulando a economia colaborativa e sustentável.

“Estou gostando muito. É um lugar em que pessoal passa, conversa, espero que tenha mais vezes”, disse a artesã Alessandra de Almeida.

“Achei interessante. A ideia é muito boa”, comentou Helena Domingos, moradora do Pontal da Cruz.

“Estou achando legal, estava precisando de coisas diferentes, saudáveis”, ressaltou Maria de Fátima Domingos, de São José dos Campos.

“Para mim, como feirante expositor, é uma oportunidade boa de divulgar o trabalho do nosso sítio Abra de Dentro, onde temos produtos orgânicos, PANC - Plantas Alimentícias Não Convencionais, que eram muito consumidas pelos antigos e estão voltando à moda porque são muito ricas em proteínas. Estamos no Pegorelli, na divisa de Caraguá e São Sebastião, destacou Alexandre Luiz Campos Serra.

“Estou achando a feira muito boa, tem que fazer mais vezes durante o ano. Achei tudo maravilhoso”, frisou Queile Pinheiro, moradora de Barequeçaba.

“Estou achando ótimo”. A cidade precisa de uma feira assim, tem que ter mais vezes, contou Marcela Siciliano, do Girassol Azul – Alimentação Vegana.

“Nós da organização da Ecofeira Caiçara gostaríamos de agradecer a

todos que puderam prestigiar nosso evento. Agradecemos muito aos artesãos e pequenos produtores rurais pela participação. “Enriqueceram nossa cultura com sua arte e nossa mesa com produtos saudáveis e livres de agrotóxicos, produzidos na nossa região por mãos capazes e talentosas”, disseram Quely e Priscila.

Segundo elas, a Ecofeira foi criada pela comunidade para a comunidade. “Sem a participação de todos não teria sido possível construir um evento tão bonito e com uma energia tão boa. Nosso desejo era criar um espaço para exaltar nossa cultura caiçara, nosso trabalho artesanal, resgatar nossas raízes e nossa cultura, um lugar para construirmos novos hábitos mais saudáveis, relações mais sustentáveis entre nós como comunidade e entre nós com a natureza”, continuou.

“Nosso ideal é de crescermos como comunidade de forma cultivar a preservação do nosso meio ambiente, o respeito a todos os seres vivos, cultivar a harmonia. Agradecemos muito aos músicos da banda Araçá e do Trio Luar que levantaram o astral e animaram o público, especialmente o Trio Luar

por colaborar voluntariamente com a Ecofeira, já que não foi possível contratá-los formalmente. Agradecemos à Prefeitura Municipal de São

Sebastião, em especial a Setur e à Fundass por autorizarem o uso do espaço do Coreto para a realização da Ecofeira e por proporcionar o equipamento de som e contratação da banda Araçá. Agradecemos também à Igreja Matriz por nos emprestar as mesas que acolheram tão bem o nosso público”, finalizaram.