Mesmo debaixo de garoa fina, o espetáculo da Trupe Irmãos Atada reuniu centenas de pessoas na noite de sábado (07/10), em frente a Secretaria de Cultura e Turismo (SECTUR), na Rua da Praia. Na plateia, muitas crianças, que interagiram com o número circense dos três palhaços, chamado “Bang-Bang à Pastelana”, que foi aberto ao público e livre para todas as idades.

O estudante Matheus Freitas levou sua irmã de 5 anos para assistir ao espetáculo, e não se decepcionou. “A sonoplastia estava muito boa e ajudou muito na ambientação, e a interação deles com o cenário foi uma boa dinâmica. Não deixou a apresentação cansativa, e por ser uma coisa nova, que eu nunca tinha visto, me agradou muito”, disse.

“Minha irmã gostou muito também, ficou falando da Gangue do Nariz Preto por um bom tempo, e até reconheceu os atores depois do espetáculo. Ela ficou realmente feliz por tê-los visto”, completou o estudante.

Anderson Spada, Emerson Almeida e Paulo Ygar são os três artistas da Trupe, que se revezam para dar vida aos personagens dessa divertida peça. Pablito, Dederson e Jacinto são os artistas mambembes; Larica, Boca Seca e Olhos Pequenos, os bandidos que preparam esse grande assalto. Há ainda um poderoso xerife e duas lindas dançarinas de cancan, que impressionam o público pela elasticidade que possuem.