No último fim de semana, de 10 a 12 de setembro, no Centro Histórico, pequenos empreendedores e artesãos da cidade exibiram e venderam seus produtos em mais uma edição da Feirinha Beco do Picaré.

Realizada pelo Instituto Supereco, o Projeto Tecendo as Águas e o Projeto Beco do Picaré, com apoio da Prefeitura de São Sebastião, por meio da Secretaria de Turismo (SETUR) e da Fundação Educacional e Cultural “Deodato Sant’Anna” (Fundass), a realização da Feirinha foi retomada após mais de um ano sem acontecer, em decorrência da pandemia COVID-19.

“Todos nossos expositores nos deram um feedback positivo e ficaram muito animados com o bom retorno das vendas. Além disso, a feirinha foi importante para ampliar o networking profissional.”, disse a organizadora do evento, Fabíola Lima.    

A Secretária de Turismo, Adriana Augusto Balbo, ressaltou a importância do evento, que seguiu todos os protocolos sanitários contra a COVID-19. “Ficamos felizes em conseguir retomar a feirinha, valorizando nossos artistas caiçaras e aquecendo a economia local, sempre com muita segurança e cuidado.”.

O projeto Beco do Picaré é um arranjo produtivo comunitário de Ecoempreendedorismo, Economia Criativa e Turismo Sustentável do Litoral Norte de São Paulo, que surgiu da mobilização de um grupo de lideranças comunitárias do Curso de Ecoempreendedorismo do Instituto Supereco.

Para mais informações, acesse www.supereco.org.br/feirinha-do-beco-do-picare.

 

#PraTodosVerem: sequência de imagens da Feirinha Beco do Picaré, no Centro Histórico. Fim da descrição.