O restauro da Capela Nosso Senhor Bom Jesus irá completar o projeto de revitalização da Orla da Enseada, anexa à Praça do Kite Surf, na Costa Norte de São Sebastião. É o que afirmou a Secretaria de Urbanismo e Patrimônio Histórico da Prefeitura Municipal.

Durante levantamento realizado na igrejinha construída no início do século XX, ficou constatado que ela estava em péssimas condições, com pessoas morando dentro, fazendo fogueira. Então, as portas foram fechadas e o local passou por higienização, limpeza, pintura, e essa primeira etapa foi feita com sucesso.

O local está abandonado desde 1994, quando, em virtude da duplicação da rodovia, o acesso à capela foi prejudicado. Com a construção da segunda via da Rodovia Manoel Hypólito do Rego (SP-55), foi firmada uma lei municipal 943/94, que transferiu a responsabilidade da Capelinha à Prefeitura, com a finalidade de proteger e preservar o imóvel e seu entorno contra a descaracterização.

Quando houve a execução da estrada, ficou visível a importância dessa capela para a comunidade da Costa Norte. Muita gente se casou ou foi batizada ali. Havia muitas festas ao redor dela. Vários moradores da comunidade têm uma história para contar, uma foto em frente à igrejinha, que possui singelezas, como a cúpula da torre, que é cheia de conchinhas. Havia uma entrada de frente e, no fundo, se via o mar. O local foi mudando aos poucos, mas tinha algo especial que identificava o bairro.

Como toda capela caiçara do seu bairro, ela é o retrato dos moradores, que ficaram indignados quando a estrada chegou tão perto. Existe um tombamento municipal e quando o prefeito Felipe Augusto assumiu a Administração resolveu começar a cuidar da capela porque conhece seu valor para a população.

Memorial

De acordo com a Secretaria, a comunidade tem interesse de fazer na capela um Memorial do seu bairro, o que vem ao encontro da ideia do prefeito de fazer uma Rede Municipal de Museus. Já foi feito o museu do bairro São Francisco. Agora serão feitos na Enseada e em Boiçucanga, na Costa Sul.

O Governo Federal incentiva essa ação, na qual cada pedaço da cidade pode ter contada sua história para que outros bairros conheçam. Quando o museu do Bairro de São Francisco foi aberto, as pessoas escreviam nas fotos os nomes das pessoas conhecidas, dos seus parentes antigos.

O prefeito conseguiu aprovar que o DADE (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias), ligado à Secretaria do Turismo, mantivesse a verba de revitalização da Orla da Enseada. Segundo a Secretaria, o gramado terá uma ponte atravessando o rio, ao lado da capela haverá um espaço para tendas e festas, na beira do mar, perto da foz do rio, onde mora uma coruja. O local vai ter parquinho para crianças, parque para idosos, academia e iluminação noturna.

“Hoje a Capela precisa de nova pintura, cuidado, limpeza externa. Estamos em fase de finalização de orçamento para conseguir fazer esse restauro e dar uso do espaço para a comunidade”, finalizou a Secretaria.